FIQUE POR DENTRO DO NOSSO CONTEÚDO, CADASTRE-SE:

Automedicação? Tô fora!

27 de novembro de 2018

Nada de somente ler a bula dos remédios e já achar a solução para os problemas. O ideal é sempre obter a ajuda de algum profissional da saúde.

Basta dar alguns espirros a mais que aquele colega de trabalho já te indica um bom antigripal para eliminar os problemas. Agora, se está com febre, chega a vez de algum parente indicar um remédio infalível! E, às vezes, por preguiça, acabamos optando pela automedicação para eliminar a doença que está incomodando.

Mas, saiba que tomar qualquer remédio por conta própria é um perigo para a saúde. Qualquer desconforto deve ser medicado por algum profissional da área, para que o problema seja realmente solucionado.

Isto acontece porque, dependendo da doença, o medicamento muda. Um exemplo é a conjuntivite, que pode ser alérgica, bacteriana ou viral – e para cada uma delas existe um remédio diferente.

“Utilizar um medicamento sem indicação médica, além de prejudicar a verificação do verdadeiro problema, pode intensificar o surgimento de outros distúrbios.”, alerta Marcus Sáfady, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

Renata Alarcon

Renata Alarcon

Publicitária, Palestrante, Escritora e Fundadora do Armário Feminino, A 1a. TV Digital para a Mulher. São mais de 10 anos dedicados a produzir conteúdo, mais de 7 milhões de visualizações por mês e mais de 2 milhões de reais investidos. Muito amor e energia aplicados em ajudar milhares de mulheres.

VÍDEOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR!