FIQUE POR DENTRO DO NOSSO CONTEÚDO, CADASTRE-SE:

Interferência materna

11 de dezembro de 2018

Nem sempre a vontade dos pais é a melhor decisão para os filhos. Deixe-os com a livre escolha de decidir sua profissão para caminhar rumo a uma boa carreira nos negócios

Chegou a hora daquele que era uma criança até ontem finalmente decidir qual será a profissão de sua vida. Neste momento, dúvidas não faltam tanto para os pais, quanto para o vestibulando, que ainda tem que lidar com a saída da escola, a entrada no mundo dos mais velhos e da vida real e algumas vezes, certa imposição dos parentes, na tentativa de fazer com que o filho siga a mesma carreira deles.

“O papel dos pais é deixar que os adolescentes façam as próprias escolhas desde pequenos. Por isso, é importante conversar muito, observar tendências e apontar direções. Não adianta impor os próprios sonhos. Se a pessoa fizer o que gosta, vai correr atrás e vai querer praticar. Porém, se estudar algo que foi imposto, provavelmente acabará desistindo do curso. Neste caso, as preferências pessoais devem estar acima das condições do mercado de trabalho, que mudam rapidamente”, explica Izabel Fujita, psicóloga escolar e diretora pedagógica do cursinho pré-vestibular Apogeu, do Grupo Educacional Acesso, no Paraná.

Para resolver estes problemas, o ideal é prestar atenção a alguns detalhes. O seu filho gosta mais de escrever, desenhar, mexer com números ou algo mais científico? O que ele gosta de fazer na época da infância pode apontar uma possível profissão. Outro detalhe é apoiar as decisões, mesmo se no começo você não achá-las as melhores.

Se a primeira tentativa de faculdade não der certo e tiver que mudar, ou demorar muito tempo para passar no vestibular, ajude-o sem pressão, pois é preciso apontar que ele o maior beneficiado em fazer decisões certeiras e se dedicar à uma carreira promissora.

Renata Alarcon

Renata Alarcon

Publicitária, Palestrante, Escritora e Fundadora do Armário Feminino, A 1a. TV Digital para a Mulher. São mais de 10 anos dedicados a produzir conteúdo, mais de 7 milhões de visualizações por mês e mais de 2 milhões de reais investidos. Muito amor e energia aplicados em ajudar milhares de mulheres.

VÍDEOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR!