Em Breve! Canal de Vídeos
 


Uma fase na vida das mulheres

A menopausa chegará para todas, e para amenizar os efeitos desta etapa, é preciso tomar certos cuidados

O corpo da mulher está sempre em mudanças hormonais, mas as principais transformações começam a partir do crescimento, onde não somos mais nem crianças e nem mulheres, e com isso vem a menstruação, e as “curvas” que vão surgindo. Depois o momento da gravidez e por fim chegamos a tão preocupante menopausa. Esse período é designado pelo encerramento dos ciclos menstruais e ovulatórios, ou seja, quando os níveis de estrogênio – responsável pelo desenvolvimento dos seios e útero e controlador do ciclo de ovulação – e progesterona, hormônio que controla a menstruação e prepara o útero para receber o óvulo já fertilizado, diminuem.

Esse processo pode acontecer a partir dos 45 anos, ou então um pouco mais cedo. “Geralmente ocorre entre os 45 e os 55 anos, no entanto, pode ocorrer a partir dos 40 anos sem que isso seja uma anormalidade. É dita menopausa precoce quando ocorre espontaneamente ou por cirurgia antes dos 40 anos”, afirma Hebe Karina de Oliveira Stucchi, mestre em Ciências Farmacológicas pela UNISO (Universidade de Sorocaba) e professora de Enfermagem da PUC- SP.

Durante a menopausa os ciclos menstruais não serão interrompidos imediatamente, ou seja, você pode perceber que está passando por esse período devido irregularidades no seu ciclo menstrual, como hemorragia e sangramento mais escasso. “Outros sinais e sintomas característicos como ondas de calor, alterações do sono, da libido e do humor, bem como atrofia dos órgãos genitais, aparecem em seguida”, completa Hebe. No entanto, impaciência, depressão, cansaço, cefaléia, palpitação, zumbidos, menor desejo sexual, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual e diminuição da atenção e memória fazem parte do pacote de sintomas que todas teremos que passar.

Todos os sinais citados acima podem interferir na vida da mulher, sendo severos ou prejudiciais, tanto para seu corpo quanto para sua mente e, por isso, merecem atenção. Para isso, a mulher pode fazer a Terapia de Reposição Hormonal (HRT), em que uma combinação de estrogênio com progesterona são administrados para equilibrar-se com a redução dos mesmos hormônios no organismo.  Outra maneira de amenizar os sintomas da menopausa é usar suplementos dietéticos alternativos. Os suplementos de fontes botânicas podem exercer efeitos estrogênicos ao corpo, o que modera os sintomas desse período.

Há também outros cuidados que melhoram sua qualidade de vida durante esse processo. “Em alguns casos há indicação de reposição hormonal. Mas, alimentação saudável (vegetais, frutas, pouco sal, alimentos com grão integral, peixes gordos e carnes magras) e atividade física, com certeza, contribuem para uma melhor qualidade de vida nesta fase”, completa Hebe.

Passar por esse período é algo natural, por mais doloroso que seja para algumas de nós, já que pensamos que estamos envelhecendo. No entanto, o que se deve fazer é aceitar todas as fases pelas quais temos que passar e manter uma vida saudável.



Foto: Stock.echng 

 
Siga-nos no Instagram
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas