Em Breve! Canal de Vídeos
 


Qual a sua pisada?

Descobrir qual a maneira que o pé aterrisa no solo é muito importante para evitar problemas durante a corrida ou caminhada

Sem ter feito nenhuma atividade física irregular ou exagerado nos exercícios, seu corpo simplesmente começa a doer. Primeiro você se pergunta o porquê daquela dor aparecer sem nenhum motivo aparente. E se ela começa a crescer então, a preocupação vem junto. Antes de sofrer sem necessidade, preste atenção aos seus calçados. Muitas vezes o sapato inadequado pode trazer problemas como dores musculares, nas articulações, joelhos, quadris e até na coluna.

Tipos de pisada
Antes de tudo, é preciso analisar qual é o seu tipo de pisada. E basicamente existem três estilos que são determinados pelas características anatômicas de cada pessoa (como tipo de pé, disposição dos joelhos e flexibilidade das articulações).  “A pisada normal ou neutra se inicia quando há o contato do pé com o solo do lado externo (fora) do calcanhar levando a uma rotação (giro) moderada para dentro”, explica Tatiana Cajado, personal trainer, especialista em corrida, condicionamento físico e treinamento funcional da Body Tech, em São Paulo.

A pisada chamada de pronada também se inicia do lado externo do calcanhar, ou algumas vezes um pouco mais para a parte interna, para então ocorrer uma rotação acentuada do pé para dentro, terminando a passada perto do dedão. “E a pisada supinada se inicia no calcanhar do lado externo e se mantêm o contato do pé com o solo do lado externo, terminando a pisada na base do dedinho”, conta Tatiana.

Testes incorretos
Muitas pessoas se confundem e acabam achando que são supinadas devido ao desgaste da sola dos sapatos no lado de fora do pé. O que acontece é que os três tipos podem deixar o tênis desta maneira, já que as pisadas sempre iniciam-se apoiando o lado de fora do calcanhar. A personal trainer explica que se estima que 50% das pessoas apresentam realmente a pronação, 45% pisada neutra e 5% supinação. Então, para saber qual é o seu tipo de pisada, o ideal é procurar um fisioterapeuta ou então alguma loja de esportes que possua um aparelho que detecte automaticamente a maneira como o pé atinge o solo.

Tipos de sapatos adequados
Atualmente, os tênis desenvolvidos apresentam tecnologia especial para cada performance, com cuidados especiais para os tipos de pisada e exercício físico. Os sapatos ideais para musculação, por exemplo, precisam ser mais firmes para uma melhor distribuição do peso do corpo sobre os pés e aumentando a estabilidade. Já o tênis de ciclismo, ao contrário do de corrida, deve ser propositalmente rígido e inflexível junto aos dedos dos pés. “Tudo isto para poder transmitir a força aos pedais, uma vez que o pé humano não está projetado para essa tarefa - se pedalar muito tempo com sapatos flexíveis, provavelmente o atleta começará a sentir pressão nos dedos”, esclarece Tatiana.


Ilustração: Bruno Adinolfi
 
Siga-nos no Instagram
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas