Em Breve! Canal de Vídeos
 


A onda dos lofts

O apartamento que antes era destinado às classes mais baixas, hoje é sinônimo de modernidade e elegância

Diversos filmes passados em Nova Iorque mostram casais ou personagens que moram sozinhos em apartamentos onde sala, quarto e cozinha ficam no mesmo ambiente, sem divisórias. Sãos os chamados lofts, que no passado eram considerados locais para pessoas que queriam economizar dinheiro, mas atualmente abrigam as classes mais altas da sociedade.

Além da cidade norte-americana, Londre e Paris também foram os primeiros centros urbanos a abrigarem este tipo de apartamento, que eram, na verdade, galpões industriais que pareciam abandonados e tinham uma aparência fria, usados por artistas em um mix de moradia e estúdio.

Com o passar dos anos, o loft se tornou popular e passou a agradar os playboys de plantão. Tanto que, atualmente, um loft pequeno em Nova Iorque custa por volta de dois milhões de reais. Uma característica bastante marcante destes apartamentos é o fato de terem sido construídos para aproveitar a luz natural, sendo que a maioria vem com janelas imensas. Este tipo de apartamento é perfeito para quem quer morar em um ambiente mais descolado e moderno, que apesar de despojado, pode se tornar extremamente elegante.

Infelizmente, no Brasil, a quantidade de lofts é bem baixa, já que o estilo de vida brasileiro não era compatível com o tipo de apartamento. Hoje, já estão ficando mais populares nas grandes cidades, mas como no resto do mundo, acabam sendo mais direcionados a pessoas com maior poder executivo. Isso porque, atualmente, o loft é sinônimo de modernidade e classe, e não mais de abrigo para pessoas com dificuldade de pagar o aluguel, tanto que em São Paulo, um apartamento deste tipo, por volta de 74 m², custa em torno de 800 mil reais.

Foto: weheartit.com
 
Siga-nos no Instagram
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas