Em Breve! Canal de Vídeos
 


Sem dor

Saiba como diminuir o desconforto muscular que ocorre logo após os exercícios

Você olha para o espelho e repara que as curvas não são mais as mesmas, ou então, o corpo está bem, mas o fôlego não é mais o mesmo. Esse é o momento de iniciar ou voltar aos exercícios físicos. Porém, só de imaginar que no dia seguinte após a aula, os músculos estarão todos doloridos, o desânimo aparece. Fique calma, essas dores, por mais que sejam comuns, podem ser diminuídas. E uma das ajudas está no gengibre. Segundo pesquisadores da Universidade da Georgia, nos Estados Unidos, o consumo diário de dois gramas de gengibre cru reduz em 25% as dores musculares causadas por atividades físicas

“É normal sentir este incômodo nos primeiros dias de academia, já que há o rompimento nas fibras musculares, e o corpo está totalmente desacostumado com a situação de treinamento. Ele precisa quebrar o que nós, professores, chamamos de homeostase, que é quando o corpo está acostumado à situação sem exercícios físicos. Quando ocorrem naturalmente pequenos rompimentos nas fibras musculares, elas inflamam e se reconstituem, tudo isso de forma natural”, explica Danuzia Oliveira, formada no Clube Náutico Mogiano, professora e gerente da academia Companhia Athletica. Além disso, a professora complementa que cabe ao professor limitar o esforço do aluno para a dor também ser mais fraca.

Depois de algum tempo frequentando a academia, seu corpo irá se adaptar as novas atividades feitas e as dores irão diminuir. No entanto, lembre-se que é fundamental descansar o corpo e praticar os exercícios controlando sua força e seu peso. “O descanso é parte fundamental de qualquer treinamento, por isso, é sempre necessário incluir períodos para que a musculatura se recupere. O descanso aliado à freqüência diminui as dores, desde que praticado o mesmo tipo de atividade e a mesma intensidade. Ao aumentar a carga do exercício, é normal sentir um pouco de dor”, diz Luciana Mankel, diretora de operações da Curves Brasil e especialista em Fisiologia do Exercício.

Existem também algumas maneiras de aliviar a dor. O alongamento é peça fundamental e deve ser praticada antes e depois do treinamento realizado, seja após exercícios aeróbicos ou após a musculação. “O alongamento é uma variável, não deve ser suprimida, nem deve ser levada como milagre, pois faz parte da aula, do aquecimento e do esfriamento e com certeza reduz lesão, ou seja, ajuda”, complemente a gerente da Companhia Athletica.

Outro item que ajuda muito na redução das dores é uma alimentação saudável. “Uma refeição balanceada ajuda na recuperação muscular, principalmente uma alimentação rica em proteínas magras. Não irá evitar a dor, mas poderá ajudar a diminuir o tempo de duração da sensação após o exercício”, diz Luciana.

Agora, para quem acha que o pilates e a yoga são aliados contra a dor está muito enganado. Esses são exercícios como qualquer outro e, por isso, as dores sentidas serão iguais e as dicas para aliviar o desconforto são as mesmas.





Foto: StockPhotos 

 
Siga-nos no Instagram
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas