O hardcore elegante

Se antes a peça era sinônimo de rebeldia e falta de sofisticação, hoje ela é essencial para todas aquelas que querem estar na moda sem deixar de ousar no visual. Já faz tempo que a calça de couro deixou de incorporar looks pesados e saiu das pernas dos roqueiros para fazer parte do guarda roupa das mais elegantes mulheres. Fashionistas de todo o mundo estão aderindo ao visual e abusando da peça para criar looks cada vez mais inusitados.

Versátil e trazendo sempre um ar sensual, a calça de couro skinny chega para substituir a calça jeans como grande curinga no inverno, tornando peças básicas como camisas brancas, camisetas, tricôs e blazers extremamente modernos e elegantes.

Além do mais, com a ajuda de uma bela maquiagem e de alguns acessórios, pode ser facilmente transferida do dia para a noite. Para um visual ainda mais elegante, aposte nos modelos de cintura alta e combine com um blazer mais certinho. Ah, e não esqueça do salto alto!

Se você ainda acha que a calça de couro preta é muito pesada para você, seu problema chegou ao fim: a moda permite o uso de peças em várias cores, seja vermelho, marrom, branco e até azul. A tendência é ousar!

O vai e vem dos clássicos

Nós, mulheres, achamos uma delícia encontrar no guarda-roupa uma peça antiga e usá-la como se fosse um achado vintage. Imagina só, sem gastar dinheiro você já está na moda. Petit poá, coletes jeans e saias  longas voltaram com tudo na moda das últimas coleções. Às vezes, dá até para personalizar aquela peça velha e transformá-la de acordo com a nova época. Aquela jaqueta jeans surrada pode virar um lindo colete neo-nostalgia se cortar as mangas. E as camisas com estampas, que antes eram consideradas “bregas”, hoje estão com tudo no mercado de moda. Agora é, de verdade, a vez das camisas!

Estampas
Tem de Floral, bolinhas, o chamado full print monocromático – que são várias imagens de coqueirinhos, patinhos, coraçõezinhos – lisas, coloridas, sóbrias, e outras. “Em países tropicais, como o Brasil, as opções são diversas e podem mexer com o lúdico dos fashionistas”, explica Caroline Sresnewsky, head designer, durante a Palestra “Street Style Feminino e Masculino”. Sem esquecer que combinam com tudo também, muitas vezes criando texturas bem interessantes quando misturadas com jeans, couro ou renda, por exemplo.

Cortes
Lisas, com bolsos, fendas, mullets – em que a parte de trás é mais comprida –. O importante é que sempre tem alguma que combina com você e seu estilo, deixando o seu armário com cara de clássico e o melhor: gastando pouco com uma peça que pode dizer ser atemporal. E aí, já escolheu a sua?

Metal no Armário

Depois de tanto tempo procurando uma boa produção no guarda-roupa, acontece sempre a mesma história: nada ficou bom. Pior é que o bonitão está esperando na sala e, com certeza, bastante impaciente. Então, nestas horas, o melhor é dar uma glamourizada, apostando em detalhes em metal. Uma camisetinha com jeans, ganha cara de balada com um sapato dourado, por exemplo.

Quem não quiser investir em uma peça, pode optar pelo caminho dos acessórios, com brincos, pulseiras e até relógio. A tendência dos metalizados já é febre entre as brasileiras e promete durar mais algumas estações. Então, para quem já curtia um brilho, pode abusar sem medo!

Hoje dá até para encontrar tricôs – que também são aposta garantida para este inverno – com detalhes em paetês, e fica um charme quando o brilho aparece conforme a pessoa se movimenta. Como tudo o que é novo pode causar estranhamento, investir primeiro nos detalhes é recomendado, e depois a passagem para peças mais chamativas será fácil!

O bacana é que o metalizado em detalhes dá um upem qualquer produção, e se usado com alguns cuidados, pode ser válido para qualquer ocasião e ambiente, mesmo em looks inteiros.

O poder do vermelho

Tem quem associe o vermelho ao amor e à paixão, tem quem ache que ele é sinônimo de sensualidade e poder. Independente das milhares de opiniões, não há como negar que uma mulher de vermelho recebe olhares aonde quer que ela vá. Segundo um estudo feito com homens nos Estados Unidos e na Austrália, a cor vermelha é a que chama mais a atenção do olhar masculino.

Na pesquisa, eram mostradas fotos de mulheres vestidas de diversas cores diferentes. Quando perguntados com qual delas eles preferiam sair, o resultado foi quase absoluto: a moça de vermelho!

Mas não vá achando que a partir de agora pode usar e abusar da coloração durante todos os momentos do dia. Muito pelo contrário, para vestir algo na cor vermelha é preciso seguir algumas regrinhas. E claro que nós, do Armário Feminino, te ensinamos.

1. Por ser uma cor bem chamativa, tome cuidado para não deixar o look muito exagerado. Aposte em algumas peças na coloração e use outras em cores mais opacas.

2. Se a sua roupa for inteira vermelha, o ideal é usar uma maquiagem mais sóbria e um batom em um tom mais nude. Agora, se é o look que está clean, o batom vermelho é muito mais que bem vindo. Nada é mais elegante e sexy do que uma boca nesta cor.

A bolsa certa

Aquela regra de combinar o sapato com o cinto e a bolsa não é mais obrigatória, e muito menos utilizada por todas as mulheres. Mas, mesmo sabendo que hoje as combinações podem ser das mais diferentes e divertidas, muitas ainda sentem dificuldade na hora de escolher a bolsa todos os dias. Claro que o Armário está cheio delas, mas parece que falta o look ideal para cada uma. Algumas dúvidas são normais nesta hora, por isso preste atenção em você e na sua roupa, estes serão os primeiros indicadores para a decisão final.

Bolsa proporcional
Leve em conta que o objeto não pode ser tão diferente de você. O seu estilo deve contar muito, mas o seu tamanho também. Para as baixinhas não é aconselhado o uso de bolsas muito grandes – e o contrário vale para as muito altas, que podem abusar dos tamanhos e usar bolsas com as alças mais compridas. É importante prestar atenção na largura do acessório, principalmente quando for usada na transversal (estilo carteiro), pois se for muito larga, vai aumentar o volume no quadril.

Trabalho versus Noite
Quando o foco é o dia a dia, as bolsas de tamanho médio são as ideais. Isto porque têm o tamanho certinho para caber tudo o que vai precisar, deixando todos os objetos bem organizados e o estilo pessoal não se perde. Já para a noite, Fernanda aconselha usar bolsas menores, que caibam só o necessário – como celular, documentos, dinheiro e maquiagens para retoque – e te deixem mais à vontade para curtir a saída.

Está bombando!
Todas as estações têm aquele modelo que enche as prateleiras das lojas. O hit do momento (que começou a dar o ar da graça há algumas estações) é a Birkin Inspired, modelo de bolsa grande e funcional da marca Birkin que ganhou várias peças inspiradas em cores e materiais diferentes.

De olho na proteção

Ninguém merece querer aqueles óculos escuros irresistíveis que a Prada acabou de lançar e não ter uma viagem marcada para comprá-lo mais barato, ou aquele conhecido para trazer do free shop. A verdade é que muitas vezes, mesmo comprando fora do país, os preços ainda são muito altos e salgados para o nosso bolso. E então, aquela barraquinha com os mesmos modelos a R$ 15 parece ser a melhor opção e fica difícil passar sem levar nenhum. Mas será que realmente vale a pena? Levando em consideração o lado da saúde, optar por estes modelos está fora de cogitação, já que a maioria dos óculos vendidos em camelôs não possui a proteção que o olho precisa. “É imprescindível que os acessórios tenham lentes de qualidade. Além da proteção mecânica, os óculos com proteção UV filtram os raios nocivos protegendo o cristalino e a retina (partes fundamentais do olho)”, explica Marcelo Campos, oftalmologista do Centro Completo de Oftalmologia, HCO, em Minas Gerais.

E pior: eles ainda podem prejudicar a sua visão. “Quando se usa óculos escuros, a pupila dilata, o mesmo que acontece quando estamos em um ambiente escuro ou quando anoitece. Se os óculos escuros não possuem proteção contra os raios ultravioletas, há o aumento da penetração dos raios UV, o que pode causar ceratite, queimadura na córnea, gerando sintomas de dor e irritação, além de aumentar as chances de se desencadear catarata e degeneração da retina”, alerta Campos. Para não passar por isso, a dica é procurar uma ótica especializada e adquirir um bom óculos com lentes que realmente protejam.

Aprendendo a fazer Cookies de Aveia

Quer aprender a fazer cookies de aveia?
Simples e saudável!
Anote a receita! Só não vale exagerar.

Ingredientes

1 xícara de aveia em flocos
1 xícara de farinha (pode ser metade de farinha de linhaça e metade de farinha de aveia. Use a farinha que você preferir)
1/2 xícara de açúcar Demerara (ou mascavo)
2 colheres de sopa de mel
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio (opcional, mas vai ajudar a deixar mais crocante)
1 ovo
1 colher de sopa de manteiga derretida

Modo de Preparo

Em um refratário, junte a aveia, as farinhas, o açúcar, o fermento e o bicarbonato. Misture bem. Acrescente a manteiga derretida e o ovo. Mexa até incorporar bem, faça bolinhas achatadas e leve para assar em forno pré-aquecido a 180 graus por 30 minutos ou até ficar douradinho embaixo.

Um prazer chamado chocolate

Este doce pode ajudar as mulheres na diminuição da ansiedade, na melhora do colesterol, entre outros benefícios. Mas claro, se consumido com moderação

Branco, amargo, ao leite, trufado, meio amargo, com pedaços de castanha, flocos de arroz, enfim, são tantas versões de chocolate que deixa qualquer um com água na boca, não é mesmo? Ainda mais nós, mulheres, que somos apaixonadas por este doce e usamos como desculpa todos os tipos de situação, seja quando não encontramos a roupa certa, quando temos aquela prova, quando brigamos com o namorado ou ficamos sabendo daquela fofoca, quando estamos de TPM ou então quando nos sentimos a pessoa mais feliz do mundo.

Mas existem também aquelas que buscam o chocolate por qualquer motivo, sendo consideradas viciadas no doce. Este é o caso da estudante Thaís Stucchi, 19 anos, que sente mais desejo durante a noite, mas não dispensa um chocolatinho ao longo do dia. Além disso, Thaís também não opta por um doce um pouquinho menos calórico. “Se é pra comer chocolate, vamos comer! Não vou ficar escolhendo por diet ou light, acho que não tem diferença”, afirma a estudante. Porém, há sim diferenças entre esses dois tipos de chocolate. Segundo Kátia Terumi, formada na Universidade Metodista e nutricionista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, o chocolate diet não tem adição de açúcar, mas nem sempre apresenta redução calórica, o que faz dele, muitas vezes, gorduroso. Já o light possui redução calórica, mas não é, necessariamente, zero em açúcar, apresentando apenas reduções.

Relação chocolate X mulheres
Mas a grande questão é: por que nós, mulheres, somos completamente loucas por chocolate? O que acontece é que o sexo feminino tem queda de taxa de estrogênio e diminuição da serotomina, o chamado hormônio da felicidade, e são os doces, incluindo o chocolatinho, que ajuda a aumentar a serotonina.

Além disso, o chocolate ajuda na formação de alguns hormônios benéficos, que diminuem a ansiedade, melhoram o colesterol, trazem benefícios ao sistema cardiovascular, são fontes de energia e previnem depressão. Mas fique atenta, pois assim como qualquer alimento, o consumo em excesso do docinho pode causar excesso de gordura corporal, o famoso pneuzinho, diabetes, pressão arterial alta, entre outros probleminhas.

O nutricionista Antonio Pedro Tavares, pós-graduado em Fisiologia do Exercício pela Unifesp e em Nutrição Clínica Funcional pela UNICSUL, afirma que o melhor chocolate para consumirmos é aquele com 70% de cacau. “Quanto mais amargo, maior o teor deste elemento e menor o de açúcar”, afirma. Outro ponto interessante é o horário para saborear a guloseima. O ideal é consumi-lo em média meia hora antes do exercício ou logo após. “Recomendamos cerca de 15 minutos a 30 minutos antes do esporte ou logo após, especialmente as opções que não contém grandes quantidades de gordura, pois a mesma retarda a absorção dos nutrientes, o que é prejudicial ao desempenho ou a recuperação pós-exercício”, conta.

Agora uma ótima notícia para todas as mulheres: podemos comer chocolate todos os dias! O consumo diário de 25g a 50g não compromete uma alimentação saudável e pode ser encaixado facilmente entre as refeições.

Excesso: a grande vilã

Estudo recente aponta que comer exageradamente carnes vermelhas aumenta o risco de derrames entre as mulheres

A famosa frase: “tudo o que é exagerado só traz problemas” está sempre certa, principalmente quando envolve alimentação. No caso da pesquisa realizada na Suécia, o excesso tem a ver com a ingestão de carnes vermelhas na dieta do público feminino. O grupo foi formado por 30 mil mulheres entre 39 anos e 73 anos, e assim, verificado o nível de consumo do alimento por dia. Aquelas que colocavam no prato pelo menos 102 gramas de carne vermelha apresentaram 42% mais chances de sofrer um derrame, em comparação à mulherada que come 25 gramas diariamente.

Durante o estudo, foi detectado que a alimentação deste tipo de comida está associada a diversos problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas e pressão alta, além do risco de infarto cerebral em mulheres.

Como funcionou
Ao longo de dez anos, 1680 participantes tiveram derrame, principalmente causado pela obstrução de uma artéria que leva sangue ao cérebro. Além disso, os pesquisadores notaram que a ingestão de mais de 85 gramas por dia estava associado a 22% mais chances de sofrer derrame, em relação ao consumo de menos de 36 gramas de carne diariamente. Além disso, a ingestão excessiva de carnes processadas (41 gramas, comparado a 12 gramas), como o presunto, foi associada a 24% maiores riscos

Segundo o estudo, a ingestão excessiva de carnes vermelhas pode aumentar a pressão arterial, principal causa do derrame.

Desconte sua TPM nos alimentos corretos

Não deixe o nervosismo mensal fazer você engordar e consuma apenas aquilo que será saudável

Todo mês é a mesma situação: nervosismo, tensão e estresse. Tudo isso por causa da famosa Tensão Pré-Menstrual ou TPM. Nestes dias, a maioria das mulheres resolve descontar a ansiedade em chocolates, sorvetes, refrigerantes, cigarros e cervejas. E o resultado após essa lambança são os quilinhos a mais que aparecem na balança e na frente do espelho. Mas para acabar com o engorda da TPM, que tal investir em alimentos saudáveis?

Conversamos com duas especialistas em comida de qualidade para poder ajudar a mulherada a largar a barra de chocolate, soltar o pote de sorvete e  deixar essa TPM mais saudável agora mesmo!

Beba bastante líquidos
Para a nutricionista do Hospital Samaritano de São Paulo, Mariana Exel, hidratação é a palavra-chave quando o assunto é TPM. “Tomar água previne retenção de líquidos e auxilia na eliminação das toxinas, diminuindo o inchaço”, afirma.

Além disso, alguns alimentos ricos em magnésio, como verduras de folhas verde-escuras, frutos do mar e outros também podem ajudar. “O magnésio é um mineral muito importante, pois reduz a ansiedade, irritabilidade e retenção de líquidos. As oleaginosas, como nozes e castanhas são ricas em ômega 3 e 6, são também antiinflamatórias, auxiliando na melhora do humor e regularizando o desequilíbrio hormonal”, afirma a nutricionista.

A também nutricionista do laboratório Sabin Elisa Goulart Machado Kovalski completa essa lista. “Figo, aveia, beterraba, alcachofra, quiabo, abacate e banana, especialmente nos dias que precedem e também durante a menstruação.”

O poder do cálcio
Os alimentos derivados do leite também são ótimos para aqueles dias.  “O interessante é consumir fontes de cálcio, sem lactose e derivados (iogurte naturais, queijo branco, coalhada), no mínimo três vezes por dia”, aponta Elisa. Já Mariana Exel vê a soja como uma aliada no combate à TPM. “Por conter isoflavona, pode ser consumida, pois segundo estudos, contribui na diminuição da dor nas mamas”, conclui.